segunda-feira, 10 de maio de 2010

DESOLAÇÃO

(Ari Pinheiro)

Hoje sem querer escutei teu choro
Senti o gosto de tuas lágrimas
Mesmo aqui, tão distante...
O vento andarilho me contou
Dos tremores do teu corpo
E me mostrou as feridas
De um coração que sangra...


A praia deserta me mostrou passos antigos
De um tempo velho
Quando que ainda caminhavas comigo...


Então a minha dor misturou-se com tua
E eu me contorci e chorei
Prostrado sob a luz da lua...


Chorei as lágrimas tuas
Tremi os tremores teus
E do teu coração as feridas
Abriram chagas no meu...


Hoje, sem querer
Recordei nossos amores
E entendi por que nos meus versos
Nunca mais nasceram flores
É por que minha alma anda estéril
Assolada por nossas dores!!!

Nenhum comentário: