terça-feira, 18 de agosto de 2009

BANDA COMUNIDADE GOSPEL LANÇA CD E LOTA CLUBE DE TRIUNFO





Dia 15 de agosto de 2009, na cidade de Triunfo, Rio Grande do Sul, aconteceu o lançamento do primeiro CD da Banda Comunidade Gospel, pertencente a Igreja Evangélica Pentecostal Remidos por Cristo – Ministério Triunfo.





O evento aconteceu na sede do Clube Comercial Centenário, o qual ficou completamente lotado pelos fiéis de várias denominações evangélicas que vieram conferir de perto a apresentação do repertório da banda, o qual conta com hinos ungidos de adoração a Deus, com ritmos variados, desde o rock passando por canções melódicas e estilos gauchescos. O hino Asas nos pés, que dá nome ao trabalho, é de autoria do Pr. Ari Pinheiro, o qual foi o pregador da noite.






O pastor Ari Pinheiro abordou o tema: “Conhece-te a ti mesmo e Deus te colocará asas nos pés”, baseado em Êxodo 3:10-11.





A Banda Comunidade Gospel é formada por: Giovane Ávila (Mano): Bateria e percussão; Cristian Pires (Titi) – Baixo, percusssão e voz; Vagner Souza (Vaguinho): Guitarra e voz; Maico Rodrigo (Maicão): Violão e voz; Karine Ávila (Kaká): Teclados e voz.






O Cd já começou a rodar nas rádios evangélicas do sul do país onde os hinos Por ti e Asas nos pés tem puxado os pedidos. Já está nos planos da banda começar uma série de cruzadas de evangelização para mostrar ao público mais este trabalho de louvor.









A direção do Ministério Remidos por Cristo parabeniza os integrantes da banda pelo lançamento desta importante obra fonográfica que vem enriquecer ainda mais os nossos cultos de adoração a Deus.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

URGENTE! PEDIDO DE ORAÇÃO!

Irmãos, no último sábado aconteceu um terrível acidente em Triunfo, RS, justamente na hora que eu ia chegando na cidade para o evento de lançamento do CD da Banda BCG, da qual falarei mais tarde. O acidente vitimou um casal de irmãos pertencentes a nossa sede, no Porto Batista, os quais estão em coma em hospitais de Porto Alegre. Peço oração por eles e, se possível, repassem este pedido de oração para outras redes.
O nosso Deus é um Deus de milagres!

Pr. Ari Pinheiro

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Tenho problemas com hipócritas...

Pr. Ari Pinheiro


E parece que por não gostar muito de fariseus, vez por outra eles se atravessam no meu caminho.
É verdade que tenho que me converter cada dia mais, pois a Bíblia manda amar os meus inimigos, quanto mais essa raça de fingidores que assola o terceiro milênio. São tapinhas nas costas, meios sorrisos, um pouco de puxasaquismo e punhais afiados. Punhais disfarçados de espanadores, de plumas e outros objetos macios, mas que na hora do adeus, como se diz lá na fronteira, "cortam mais que pensamento de china despeitada."



A estas alturas alguns fariseus hipócritas devem estar pensando ou até dizendo por aí que estas não são palavras dignas de um texto escrito por um pastor. Este é o problema de muitos bajuladores de plantão. Falam uma linguagem empolada e ininteligível, própria dos enroladores, que prendem a atenção das pessoas mais pelas asneiras do que pela boa fluência da fala ou do texto que escrevem. Não vivem o que pregam e não pregam o que vivem, são sepulcros caiados que só servem para empestear o ambiente onde estão dispostos, como feridas brancas escondendo gangrenas mortais sob uma falsa cicatrização.


Tenho problemas com esta gente, porque a alergia que se propaga entre treva e luz faz com que estas duas facções nunca se misturem, já que seus produtos finais são distintos e não satisfazem os mesmos paladares. A hipocrisia tomou conta dos altares, dos púlpitos, dos palcos, das instituições, dos lares, enfim; é um tipo de câncer que espalhou suas metástases por todo o tecido social e prepara o ritual para uma morte anunciada.


Só existe uma vacina capaz de parar o avanço desta chaga mortal, é colocar mais de Deus no coração da humanidade, e, em derradeira instância, preparar um azorrague para expulsar os cambistas da esplanada do templo, antes que ele se transforme num banco ou outra empresa qualquer de fomento.


Talvez você não tenha gostado da minha linguagem, mas ela é autêntica e não precisa de retoques para que seja entendida. É meu discurso e minha prática, no púlpito, na rua, na pescaria ou na fila do banco. Uma cara só para um homem só, com defeitos e virtudes, porém verdadeiro em suas lutas e anseios.


Tenho problemas com hipócritas, por isso tenho que descer na olaria de Deus para que meu vaso seja refeito. Preciso aprender que os fariseus também merecem a salvação, mas que dá uma vontade, isso não se pode negar...

Hoje eu entendo porque Jesus perdeu a paciência com essa raça...

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Igreja Quadrangular: Justiça ordena que igreja devolva doação de R$260 mil

Adicionado por Claudio Luiz em 31 julho 2009 às 2:05


Igreja Quadrangular: Justiça ordem que igreja devolva doação de R$260 mil
A Justiça de Santa Catarina determinou que R$ 260 mil devem voltar aos cofres públicos com juros e correção monetária. O dinheiro foi concedido como subvenção social ao Serviço de Ação Social da Igreja do Evangelho Quadrangular (Sasieq) em 1997 pelo Estado.


Foram condenados a devolver solidariamente o valor, o governador da época, Paulo Afonso Evangelista Vieira, a Igreja do Evangelho Quadrangular, seu presidente, o deputado estadual Narcizo Parisotto (PTB), e o próprio Sasieq. A ação civil pública foi proposta pelo Ministério Público e cabem recursos à decisão de primeira instância.
O problema mais relevante, na avaliação do juiz Luiz Antonio Zanini Fornerolli, foi a construção de um templo da igreja no terreno comprado com parte do valor – R$ 190 mil – da subvenção destinada à Sasieq. Não ficou demonstrado, conforme o juiz, que os demais R$ 90 mil foram aplicados em obras assistenciais.


Na decisão, o juiz afirmou que a entidade não era reconhecida, à época, como de utilidade pública, justificando a condenação de Paulo Afonso.
O juiz também ressalta que havia confusão jurídica entre a igreja e o Sasieq, inclusive com uso do mesmo Cadastro Geral de Contribuinte. Paulo Afonso afirma que, em sua gestão, atendeu a vários credos religiosos através de subvenções. O advogado de Parisotto não se manifestou.

O outro lado


O advogado de Paulo Afonso Vieira, Murilo Rezende Salgado, afirmou que deve entrar com recurso, mas preferiu não adiantar detalhes das alegações. O ex-governador afirmou que não conhece a decisão judicial, mas que em sua gestão as subvenções a entidades de cunho social de diversos credos religiosos foram constantes.
A assessoria de Narcizo Parisotto informou que o advogado André Melo Filho falaria sobre o assunto. Procurado, o advogado, que também defende a Igreja e a Sasieq, ficou de retornar a ligação ao DC. O contato não ocorreu até o fechamento da edição.


O que é subvenção social

Subvenção social é um recurso concedido pelo governo do Estado a entidades que desenvolvem trabalhos sociais. Em SC, podem ser concedidas pelo Fundo Social e por diversos órgãos do governo, como pastas da Saúde e Educação. A distribuição, no caso do fundo, passa pela secretaria da Fazenda (órgão gestor) e por um conselho deliberativo. Os critérios de preferência são: Índice de Desenvolvimento do município (IDH), indicador econômico e plano de governo. Depois, a instituição e o objeto da solicitação são analisados conforme a legislação. Quando o pedido é aprovado, a entidade requerente precisa apresentar uma série de documentos.

Calheiros e Collor contra Simon


A discussão no plenário do Senado ontem a noite foi deprimente, para não dizer coisa pior.Como a voz das oposições, o senador Pedro Simon mais uma vez foi duro com José Sarney, dando a entender que ele devia deixar a presidência da casa. Foi como jogar água num formigueiro! Saltaram das moitas (digo das cadeiras) quais cães ferozes, dois antigos detratores de Sarney, saltaram em defesa do mesmo atacando Simon com palavras chulas, gritos e até ameaças veladas.Renan Calheiros e Fernando Collor atacaram Simon com uma ferocidade de fera ferida, com palavras e atitudes que não coadunam com a dignidade que devia existir no senado. Dizem que lá, como em outras instâncias, até existe um conselho de ética; fico imaginando o que os membros desse ético conselho estejam fazendo a respeito.Como Calheiros já foi presidente e teve que deixar a cadeira para não ser caçado, e Collor, bom este dispensa comentários; qualquer um que tenha acima de trinta anos sentiu na pele e no bolso os efeitos de sua gestão na presidência do país, sem falar de suas antigas opiniões sobre José Sarney, que cá para nós, quem tem um pouco de memória deve ter ficado entre dois sentimentos, de estupefação ou de nojo, dependendo do grau de alienação, é claro.
Ao ver o quadro não me furtei de uma analogia momentânea: os ataques ao senador Simon, guardadas as proporções e me resguardando da heresia, soam para mim como um quadro onde Lúcifer, enfurecido, desse uma descompostura em Jesus Cristo por ele ter expulsado os cambistas da esplanada do templo com um azorrague.
Haja hipocrisia!E tem gente que ainda acha que a igreja deve passar ao largo da política. Só se a mesma tiver costume de avestruz, de esconder a cabeça no buraco para não ver o estouro da tropa.
Tags: calheiros, collor, jesus, renan, sarney

sábado, 1 de agosto de 2009

Chuva em SC leva Ilhota a decretar situação de emergência



Passados quase nove meses da tragédia das chuvas que matou 135 pessoas em Santa Catarina, sendo 47 vítimas do município de Ilhota, a cidade do Vale do rio Itajaí volta a conviver com o drama dos deslizamentos de terra. A prefeitura de Ilhota decretou, na manhã de hoje, situação de emergência em decorrência das fortes chuvas dos últimos dois dias. Uma das mais atingidas é a do complexo do Baú.


Pelo menos 14 famílias que estavam isoladas no local foram retiradas pelos bombeiros voluntários e outras seis, em Blumenau, foram levadas para a casa de parentes ou amigos. O início das aulas em duas escolas do complexo do Baú foi adiado para a próxima quinta-feira, dia 6. Ainda nos municípios de Blumenau, Brusque e Luis Alves foram feitos registros de deslizamentos de terra. O diretor estadual da Defesa Civil, Márcio Luiz Alves, ressaltou que os deslizamentos e escorregamentos na região do Vale estão ocorrendo nas áreas já afetadas pelas chuvas de novembro do ano passado.


A Defesa Civil Estadual reforça o alerta para o risco de alagamentos e deslizamentos por causa das chuvas previstas em todo Estado até amanhã.