segunda-feira, 13 de julho de 2009

OS VENDILHÕES DO TEMPLO


Estamos vivendo um tempo em que o mundo vive um paradigma muito grande; enquanto avança freneticamente no campo científico e tecnológico, bestializa-se cada vez mais, com ações que jamais seriam perpetradas por animais irracionais, por exemplo. Na seara do cristianismo isso também acontece, em escala menor, mas acontece. Os homens se munem de conhecimento teológico, inventam dogmas e regras, segundo suas próprias conveniências, numa tentativa de amealhar fiéis a todo o custo, como quem entra numa campanha de marketing para conseguir clientes para as lojas de um novo shopping.
Toda semana Cristo é leiloado em altares ao redor do mundo, sempre a um preço módico e “ao alcance de todos”. São “campanhas” e pseudo-avivamentos, com pregadores que mais parecem camelôs do que embaixadores de Jesus, sempre dizendo que se você quer a bênção, tem que “pagar o preço”. Meu irmão, não entre nessa canoa furada. Fazer a Obra de Deus não tem nada a ver com o vil metal, tem a ver sim, com mandamentos. “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas. Vós sois amaldiçoados com a maldição; porque a mim me roubais, sim, vós, esta nação toda. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança. Também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; nem a vossa vide no campo lançará o seu fruto antes do tempo, diz o Senhor dos exércitos.” (Malaquias, 3, 8-10)
O preço pela tua salvação Jesus já pagou no Calvário. A única premissa para você ser abençoado é que seja fiel a Deus, que não o roube nos dízimos e ofertas alçadas, e cumpra seus mandamentos. Não existe tabela para cura divina, para prosperidade, para uma “casinha” ou um “castelo” no céu. Os vendilhões estão vindo aí, querem te colocar numa cruz, querem te julgar, e se não pagares, vão te condenar aqui mesmo, antes do juízo final. São raposas tentando cuidar de vindimas, são lobos brincando de pastores, prontos para devorar o próprio rebanho.O preço que Jesus te pede, em sua palavra é a fidelidade e a humildade, condições precípuas para a salvação. “Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores sobre os que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando se manifestar o sumo Pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória. Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. (Pedro 5, 2-5)
A partir do momento que você aceitou o Homem de Nazaré, como seu único e legítimo salvador, e segue seus ensinamentos, não há mais quem te condene, não há mais quem te crucifique, não há mais quem possa te derrubar, pois a tua fé está alicerçada no dono da bênção, N’aquele que venceu a morte, arrebatou as chaves do inferno, ressuscitou e está investido de todo o poder, sentado à destra do Pai.
E os vendilhões? Ah! Para estes, que fazem de Jesus uma ferramenta de vendas, uma ponte para alcançar seus sonhos de riqueza e poder, que condenam a vaidade nos outros, mas que são verdadeiros pavões, ostentando números de fiéis para justificar o injustificável, para estes está reservado o Lago de Fogo, que está sendo preparado para o diabo e seus anjos. “...e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos.” (Apocalipse 20,10) (Pr. Ari Pinheiro)

Nenhum comentário: