sexta-feira, 31 de julho de 2009

Talvez



Talvez você tenha pedido para que Deus lhe desse um avião,

mas você recebeu uma bicicleta;

Talvez você tenha pedido para que Deus lhe desse uma mansão nas Bahamas ,

mas você recebeu uma casinha em Ribeirão do Nunca;

Talvez você tenha pedido para que Deus lhe desse o dom de pastorear,

mas você recebeu o dom de cura divina;

Talvez você tenha pedido para que Deus lhe desse uma conta bancária

com um saldo de milhões, mas você recebeu a salvação da alma e a vida eterna!!!

lembre-se,

Deus, uma vez que outra pode não dar o que você pede,

mas sempre dá o que você precisa!!!


Pr. Ari Pinheiro

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Desistir


Desistir?



Eu sei que você muitas vezes pensou em desistir da caminhada, eu próprio já agi assim... Eu sei que você está cansado de ver as injustiças sendo tratadas como virtudes, eu mesmo já me indiguinei com isso... Eu sei que muitas vezes você chora, pensando estar só no imenso mar do mundo, eu próprio já me senti assim... Agora pense comigo: Desistir? E se Jesus desistisse no meio do caminho, quando levava a cruz para sua própria morte? Injustiça? E se você estivesse no lugar de Jesus quando foi trocado por Barrabás? Solidão?E se você fosse Jesus quando ele exclamou: Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste? Agora lembre-se:- Jesus está ao teu lado, não desista da caminhada, para que o sacrifício do mestre não seja vão!- Lembre-se que Deus é o Justo Juiz e um dia há de julgar os bons e os maus diante do Trono Branco!- Ao te sentires só, lembre -se que Jesus é o amigo de todas as horas, e, hoje, ao leres esta mensagem, conquistaste mais um amigo, ou seja, eu! Ao te sentires só, mande um email para mim, que responderte-ei e anunciarte-ei coisas grandes que não sabes.



jornalsentinela@gmail.com - Pr Ari Pinheiro

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Pedido Oração

Peço a todos os amigos que orem por Juliana, de Triunfo/RS. Por libertação. Oremos juntos para que Jesus faça uma obra maravilhosa em sua vida!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

VASOS QUEBRADOS

VASOS QUEBRADOS

Era uma vez um depósito de vasos quebrados।Ninguém se importava com eles। Eles mesmos não se importavam por estar quebrados, ao contrário, quanto mais quebrados ficavam, mais eram respeitados pelos outros।Um dia, por engano, um vaso inteiro foi parar no meio dos vasos quebrados, mas, por ser diferente dos demais, de imediato ele foi rejeitado e hostilizado. Justo ele, que tinha uma necessidade miserável de ser aceito.Tentou se aproximar dos vasos menos danificados, aqueles que tinham apenas a boca rachada, mas, não deu certo. Depois, procurou se aproximar dos vasos que tinham apenas um pequeno furo na barriga, mas, também foi repelido. Tentou uma terceira vez, com os vasos que estavam trincados na base, mas, não adiantou.Resolveu, então, arranjar umas brigas, esperando conseguir um ferimento, um risco, uma trinca ou, quem sabe, com um pouco de sorte, até um quebrado bacana, mas, naquele lugar, ninguém tinha força bastante para quebrar os outros. Se algum vaso quisesse se quebrar, tinha que fazer isso sozinho.E foi isso mesmo que ele fez. E conseguiu o que queria, ser aceito no clube dos vasos quebrados.Ficou feliz, realizado, mas, não por muito tempo, pois, logo começou a se incomodar com uma outra necessidade, a de ser respeitado pelos demais vasos quebrados.Para isso, teve que ir-se quebrando. E se quebrou em tantos pedaços que voltou ao pó.E deixou de ser vaso!

ACHEI ESTE TEXTO E RESOLVI COMPARTILHAR COM MAIS GENTE, POIS MUITOS, COM A VONTADE DE SEREM ACEITOS EM ALGUMAS RODAS ACABAM PROSTITUINDO SUA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA!




segunda-feira, 13 de julho de 2009

OS VENDILHÕES DO TEMPLO


Estamos vivendo um tempo em que o mundo vive um paradigma muito grande; enquanto avança freneticamente no campo científico e tecnológico, bestializa-se cada vez mais, com ações que jamais seriam perpetradas por animais irracionais, por exemplo. Na seara do cristianismo isso também acontece, em escala menor, mas acontece. Os homens se munem de conhecimento teológico, inventam dogmas e regras, segundo suas próprias conveniências, numa tentativa de amealhar fiéis a todo o custo, como quem entra numa campanha de marketing para conseguir clientes para as lojas de um novo shopping.
Toda semana Cristo é leiloado em altares ao redor do mundo, sempre a um preço módico e “ao alcance de todos”. São “campanhas” e pseudo-avivamentos, com pregadores que mais parecem camelôs do que embaixadores de Jesus, sempre dizendo que se você quer a bênção, tem que “pagar o preço”. Meu irmão, não entre nessa canoa furada. Fazer a Obra de Deus não tem nada a ver com o vil metal, tem a ver sim, com mandamentos. “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas. Vós sois amaldiçoados com a maldição; porque a mim me roubais, sim, vós, esta nação toda. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança. Também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; nem a vossa vide no campo lançará o seu fruto antes do tempo, diz o Senhor dos exércitos.” (Malaquias, 3, 8-10)
O preço pela tua salvação Jesus já pagou no Calvário. A única premissa para você ser abençoado é que seja fiel a Deus, que não o roube nos dízimos e ofertas alçadas, e cumpra seus mandamentos. Não existe tabela para cura divina, para prosperidade, para uma “casinha” ou um “castelo” no céu. Os vendilhões estão vindo aí, querem te colocar numa cruz, querem te julgar, e se não pagares, vão te condenar aqui mesmo, antes do juízo final. São raposas tentando cuidar de vindimas, são lobos brincando de pastores, prontos para devorar o próprio rebanho.O preço que Jesus te pede, em sua palavra é a fidelidade e a humildade, condições precípuas para a salvação. “Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores sobre os que vos foram confiados, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando se manifestar o sumo Pastor, recebereis a imarcescível coroa da glória. Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. (Pedro 5, 2-5)
A partir do momento que você aceitou o Homem de Nazaré, como seu único e legítimo salvador, e segue seus ensinamentos, não há mais quem te condene, não há mais quem te crucifique, não há mais quem possa te derrubar, pois a tua fé está alicerçada no dono da bênção, N’aquele que venceu a morte, arrebatou as chaves do inferno, ressuscitou e está investido de todo o poder, sentado à destra do Pai.
E os vendilhões? Ah! Para estes, que fazem de Jesus uma ferramenta de vendas, uma ponte para alcançar seus sonhos de riqueza e poder, que condenam a vaidade nos outros, mas que são verdadeiros pavões, ostentando números de fiéis para justificar o injustificável, para estes está reservado o Lago de Fogo, que está sendo preparado para o diabo e seus anjos. “...e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos.” (Apocalipse 20,10) (Pr. Ari Pinheiro)

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Michael Jackson, uma mania post mortem?

Pr. Ari Pinheiro

Esta semana vi muitas manifestações sobre a morte de Michael Jackson, principalmente de seus fãs do mundo inteiro. Muita gente que havia até esquecido do cantor, devido ao ostracismo auto-imposto de dez anos sem fazer shows, e também ao bombardeio da mídia com astros de brilho rápido e efêmero, que surgem e morrem em meses.
O que me chamou a atenção foi que, de repente, uma comoção tomou conta do mundo. Morreu Michael! Meu Deus! Foi remédio demais? Foi stress? Foi assassinato? Todos querem saber o que realmente aconteceu com ele. Claro, ficou famoso por sua música e também por suas manias um tanto esquisitas, diga-se de passagem. Verdade absoluta sobre sua vida e morte, só ele e Deus sabem, alguns desconfiam, e a maioria dá palpite.
O que não se pode negar é que ele, mesmo depois de morto, conseguiu arrastar multidões às bancas de revistas e livrarias onde seus produtos sumiram das prateleiras em questão de minutos. Em Florianópolis alguns aproveitadores copiaram capas de trabalhos do astro e juntaram a elas dvds vazios. Venderam e lucraram muito nos dois primeiros dias após a morte do cantor, depois sumiram para fugir das muitas reclamações que viriam.
Isso é muito próprio do ser humano! O fatalismo, a comoção, uma certa solidariedade com os famosos, vítimas de desastres ou coisa parecida.
Eu, como cristão, gostaria de ver esta mesma comoção com a realidade africana, onde milhares morrem de fome e desnutrição, de Aids, de abandono, e porque não dizer, da omissão da maioria dos países ricos do mundo. Mas se não temos idéia da África, que tal o sertão nordestino? Que tal uma viagem pelo interior do Piauí, do Maranhão, da Paraíba, de Pernambuco, do Ceará? Centenas de pessoas morrem todos os dias, sem o glamour de Jackson, sem os holofotes da mídia, sem a compaixão do mundo!
Numa última analogia, se me permitem os internautas, em breve acontecerá uma comoção bem maior do que esta que está acontecendo agora. Após o arrebatamento da igreja milhares se darão conta que gastaram a vida correndo atrás das frivolidades mundanas. Correrão às livrarias comprar bíblias, cds e dvds evangélicos, farão vigílias, subirão aos montes, tudo isso para descobrir enfim que não há mais nada a fazer, o tempo findou e a porta fechou.
Finito, caput! Maktub! Estava escrito!
Neste caso, infelizmente, de nada adiantará a comoção post arrebatamentum, pois a dispensação da graça terá findado e a noiva estará nas bodas além dos portais eternos! Amém, ora vem Senhor Jesus!