quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Mãe – Universo num verso


Mãe – Universo num verso
Pr Ari Pinheiro

Mãe!
Universo num verso
Que brota da alma
Que a palma mais verde
Não pinta a esperança
De um verde tão verde
Que ao vento balança
Dançando em olhares
Entre a mãe e a criança...

Nenhum cordão
De ouro ou de prata
De qualquer quilate
Esmeralda ou diamante
É rico o bastante
Ou de importância tal
Para substituir
O umbilical
Que ao partir-se traz luz
Um santo renovo
Um sorriso na boca
Da alma do povo...


Estrada de luz que
Brota do ventre
Canteiro e semente
Barco e guarida
Mãe é verbo supremo
Num substantivo
Celestial lenitivo
Lavoura da vida
Onde Deus restaurou
A humanidade perdida!

Nenhum comentário: