quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Estranho




Estranho
Pr Ari Pinheiro

Estranho como gostamos
de juntar tralhas...
Tranqueiras que só
Atrapalham...

Estranho como gastamos
nosso dinheiro suado
naquilo que não é pão...
Como deixamos coisas boas
Escorregarem
das palmas de nossas mãos...

Estranho como é mais fácil
pagar propina que dar o dízimo...
Como é mais fácil
queimar dinheiro em fogos de artifício
que ajudar uma entidade carente...

Estranho como é fácil dizer “eu te amo”
e como é difícil tornar isso realidade...

Estranho ver bilhões de páginas
versando sobre o amor e ver o homem
cada vez mais desumanizado...

É realmente muito estranho que seja
tão fácil escrever sobre o amor, e seja tão
difícil alcançá-lo,
tocá-lo, vivê-lo em plenitude...

E o mais estranho é que pouca
gente estranha isso,
apesar de todo o mal que produz!!!

Nenhum comentário: